Páginas Escritas

Vamos falar sobre as verdades nobres

(Vislumbrar o caminho)


Existe sim, sofrimento e insatisfação constantes...


São os infortúnios, as moléstias. De improváveis, não nos negam. Revelam verdades inconvenientes.


Quantos fatos, muitas vezes tidos como inconcebíveis. Então podemos falar sobre VERDADES NOBRES; aquelas verdades legítimas e declaradas pelo sábios e iluminados.


A Natureza do Sofrimento


"Esta é a nobre verdade do sofrimento: nascimento é sofrimento, envelhecimento é sofrimento, enfermidade é sofrimento, morte é sofrimento; tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero são sofrimentos; a união com aquilo que é desprazeroso é sofrimento; a separação daquilo que é prazeroso é sofrimento; não obter o que queremos é sofrimento; em resumo, os cinco agregados influenciados pelo apego são sofrimento."


O sofrimento e a insatisfação vem da busca pela cobiça, pelo prazer, o desejo por ser/existir, o desejo por não ser/existir.


A Origem do Sofrimento


"Esta é a nobre verdade da origem do sofrimento: é este desejo que conduz a uma renovada existência, acompanhado pela cobiça e pelo prazer, buscando o prazer aqui e ali; isto é, o desejo pelos prazeres sensuais, o desejo por ser/existir, o desejo por não ser/existir."


Superar, repensando os desejos e anseios, renunciando-os, libertando-se, praticando desapego e independência.


A Cessação do Sofrimento


"Esta é a nobre verdade da cessação do sofrimento: é o desaparecimento e cessação sem deixar vestígios daquele mesmo desejo, o abandono e renúncia a ele, a libertação dele, a independência dele."


Alcançar o caminho para acabar com o sofrimento, mudando o modo de ver a vida, se concentrando no que a vida pode ser plena, ainda que se possa viver o modo o simples.


O Caminho para acabar com o Sofrimento


"Esta é a nobre verdade do caminho que conduz à cessação do sofrimento: é este Nobre Caminho Óctuplo: entendimento correto, pensamento correto, linguagem correta, ação correta, modo de vida correto, esforço correto, atenção plena correta, concentração correta."


E o que dizer sobre o tão pouco propagado "caminho de oito passos para acabar com o sofrimento"? Como alcançá-lo? Como persegui-lo?


Qualquer que seja a circunstância, Argumentos que ganham irrelevância.

Enquanto que se encurtam os espaços.


Certas maneiras se tornando usos. Novas barreiras nos deixando confusos. O ignorado jeito simples viver. Dispensáveis objetos, gestos. Longe ou perto, cá estejamos, obstáculos sempre enfrentamos.


Resta-nos, meros aprendizes, contarmos até três.

Vamos dar meia-volta, meia-volta vamos dar!

Algum futuro há que se alcançar.


Bem longe, ainda existem portões,

Onde, quando como eu, tu e eles...

Será que um dia os abriremos?