Páginas Escritas

Soul, traduzindo... Alma

Alma, que a língua inglesa diz soul.

Sou alma, que a minha língua diz, sim!

Pois que na verdade, somente sei quem sou.

Sei que quero ser alma solta, livre, com o sol.

Quero ter alma quente, viva, dormente, sem dor.

Saber que para frente, em busca de luz, me vou.

Vozes cantam em sonhos, delírios sem calma.

Levantam-me e me sacodem: sinta sua alma!

Por terra, por sentimento, ao vento, ao mar...

Inconsciente, inconsequente, quem sou afinal?

Alma descontente, talvez temente, de tanto amar.