Pessoa superficial x mundo virtual

Tomando por base uma definição informal, o bom senso preconiza que a pessoa deva ser sábia ao fazer suas escolhas, isto é, apelar para o "bom e velho" bom senso sempre que for tomar decisões.


E como fui convidado a refletir sobre pessoas superficiais, venho lançar um holofote sobre a falta do bom senso, em se tratando da vasta exposição a que nos submetemos no ambiente hostil da internet.


Agir com o bom senso, via de regra, pode ser algo inerente ao caráter. Também pode ser de acordo com as circunstâncias. Chega a ser algo subjetivo, que uns diriam que pouco importa, outros digam quando faz falta e os demais se esforcem em praticá-lo.


Reconheço que falando assim pode soar com arrogância, presunção, generalização. Afinal, dissertar sobre o bom senso é o mesmo que tentar qualificar a moral e a ética - valores individuais que geralmente são vistos no âmbito coletivo.