Páginas Escritas

Fim do mundo nosso de cada dia

(Vislumbrando a paisagem

Anda preocupado com o fim do mundo? Com o sinal dos tempos, por causa da humanidade padecer de moléstias, chagas e pandemias?


E o que dizer sobre as muitas teorias conspiratórias, de que tudo é um plano mirabolante para conduzir os governantes e as massas a praticar atos desumanos?


E aquele receio contido de que a aceleração dos ponteiros do relógio cósmico nos levará a ameaças cataclísmicas, armagedom ou quem sabe aos apocalipses bíblicos?


Relaxe! Nada disso é provável. O mais provável é que mundo real nem exista mais. Ele está acabando aos poucos.


Agora somos cada vez mais seres virtuais, com perfis, espectros, ícones e avatares num metaverso codificado para interagirmos num mundo de 'faz-de-conta'.


Parece mesmo que já vivemos imersos numa Matrix, numa Iniciativa Dharma, numa Terra Média. Talvez atravessando um guarda-roupa mágico e caindo em Nárnia.


Plataformas virtuais como facebook e seus similares não passarão de um portal que vão conectar a todo esse universo paralelo.


Se vale um conselho é aproveitar esse velho mundo real enquanto ainda é paupável.


Num futuro não muito distante a frase de efeito poderá ser "Feliz fim do mundo!"