Fazer o Tempo Parar de Voar

Você já parou pra ver como é a sua relação com o tempo?

Sim, existe uma relação complicada entre o tempo e cada um de nós.


Quantas vezes achamos que ultimamente os anos passam mais rápido!?

Às vezes queremos que o tempo passe rápido. Depois queremos que ele demore. E às vezes ficamos surpresos -  "nossa, como o ano passou rápido!"

"Será que o mundo está acabando?"...


Vejamos:

Quando criança, o tempo demorava passar. Quem não ficava ansioso pela chegada do dia do aniversário, do Natal, das férias, etc?


Então, adulto (e envelhecendo) queremos que o tempo não seja tão agressivo, ou ficamos sempre contando como/quando os dias/anos passam.

Trata-se de uma equação simples, que tem a ver com o tempo em que estamos nesse mundo:


Com 5 anos de idade, 1 ano representa 20% de nossa vida.

Com 10 anos de idade, 1 ano já representa 10% do nosso tempo de vida.

Aos 20 anos, já temos 1 ano representando 5% (metade do anterior!).

Pelos 40 anos, 1 ano representará menos ainda, 2,5% de tudo que vivemos.

Já pelos 80 anos... 1 ano vai representar apenas 1,25% de nossa preciosa vida.


Pois bem, o tempo é relativo. Tal como é uma contagem subjetiva. Mas tomando como verdade, a que conclusão chegamos?

Que é a rotina, a falta de novidade, a repetição de mesmas experiências que fazem o tempo voar.


Nosso tempo de criança vinha sempre preenchido de novidades, descobertas e experimentações que faziam com que horas, dias e tempo passassem mais devagar.

Agora que crescemos, amadurecemos e temos mais décadas vividas, vamos descobrindo menos, sentindo medo de experimentar, tendo receio de negar a rotina, de perder a sensação do conforto.


No entanto, pequenas mudanças bastam para fazer diferença em nossa relação com o tempo e o cotidiano:

- tentar um caminho diferente do habitual entre a casa e o trabalho;

- ao longo do ano, visitar novos lugares, um amigo ou um parente distante;

- inovar no hobby/passatempo ou no trabalho/profissão;

- adquirir novas formas de lazer sozinho e em família;

- conhecer pessoas novas;

- praticar o "carpe diem";


E a mais desafiadora das dicas: - acreditar num futuro melhor.


Afinal, nos últimos tempos, que ganhamos expectativa de vida, não podemos perder a perspectiva da vida.


(Inspirado num artigo da Revista Galileu)

3 visualizações

Textos Publicados

Receba notificações de novas postagens
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2020 - Blog Autoral de José Neto