Tanto você quis que agora está aqui

Sempre os mesmos velhos medos. E o que encontramos?

Ano após ano correndo sobre este mesmo velho chão Apenas como duas almas perdidas nadando num aquário vazio

Você trocaria o papel de coadjuvante numa guerra pelo papel principal numa cela?

Tanto quiseram que lhe fizeram trocar Sua zona de conforto pela mudança Do ar quente por uma brisa fria Das cinzas quentes por árvores podres Trocar seus heróis por fantasmas vivos

Não. Você não é uma sombra na escuridão.

Mas o negro da noite lhe faz perecer O claro do dia lhe ofusca a visão

Você acha que você pode descrever Um sorriso sob um véu? Consegue distinguir um campo verde de um trilho de aço frio? Ou céus azuis de um resto de dor? Sabe distinguir o paraíso do inferno?

Você tanto quis e agora você está aqui Aproveite a estada, pois a passagem Por aqui será por pouco tempo

Tanto a nem perceber Mais tarde ou cedo O bastante; viver.

1 visualização

Textos Publicados

Receba notificações de novas postagens
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2020 - Blog Autoral de José Neto