Que venha a perfeição, ainda que em forma de utopia

Vamos celebrar a estupidez da raça humana Vamos comemorar a ganância dos homens Vamos embrulhar a idiotice das nações


Lá, acolá e cá, no meu país, essa corja de corruptos Essa cambada e assassinos, de covardes e ladrões Vamos celebrar...


Nossa política, imprensa e televisão, nosso governo e nossas leis Esse estado que nem é mais nação, nem meu, nem de vocês Vamos celebrar...


Essa juventude com e sem escolas, as crianças mortas Aquela promessa de união, toda forma de pobreza Vilas, bairros, cidades, ruas e estradas tortas Vamos celebrar...


O futebol, o fevereiro e qualquer feriado Comemorar nossa justiça, infâmia e injustiça Os gritos de preconceito, o voto dos analfabetos Brindar com água podre a todos os impostos Invasões e queimadas, mentiras e sequestros Vamos tomar esse novo Monte Castelo De cartas marcadas e trabalho escravo Tanto roubo e quanta indiferença Mais um punhado de epidemias Vamos celebrar...


É a festa da torcida campeã pela fome, alimentada de maldade Vamos erguer nossa bandeira enfeitada do passado glorioso Hoje vivendo de absurdos, de feiura e incompreensão Protestos com violência, de falta de bom senso Vamos celebrar...


A estupidez em esperar alguma perfeição E lá vem chegando mais uma estação Nosso futuro um dia vai começar Daí sim, vamos celebrar.

2 visualizações

Textos Publicados

Receba notificações de novas postagens
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2020 - Blog Autoral de José Neto