Construindo o edifício interior: obra em estado permanente

De pedra em pedra, tijolo por tijolo, dia de sol, noite, chuva... o templo da nossa história vai ganhando forma.


Seu irmão ao lado também está em construção? Que beleza! Quanta coragem, bravura e persistência!


Se, às vezes, um tijolo cai e nos machuca, outras vezes, é cal ou cimento sujando nosso rosto? Há tempo para que possamos nos limpar e cuidar das feridas, descansar da luta, recuperar a força e continuar.


Errando, acertando, corrigindo, refazendo. Afinal existem os erros dos outros, os meus erros.


Eis uma conclusão essencial: em toda obra podem haver erros e acertos. Erros tentando acertar, acertos que causam erros. Que os erros sejam motivos para buscar a retidão, como caminhantes de uma jornada, contínua, sempre com o olhar adiante, com sabedoria.


Se errei, se magoei, se julguei mal, desculpe-me pelos transtornos.

Estou em construção!

8 visualizações

Textos Publicados

Receba notificações de novas postagens
  • Instagram
  • Facebook ícone social
  • Pinterest ícone social

© 2020 - Blog Autoral de José Neto